Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Rocha que poderá conter diamantes descoberta pela primeira vez na Antárctida

Mäyjo, 20.03.14

Rocha que poderá conter diamantes descoberta pela primeira vez na Antárctida

 

Foi descoberta pela primeira vez, na Antárctida, um tipo de rocha que frequentemente contém diamantes. Apesar da descoberta, não foram encontrados diamantes, mas os investigadores acreditam que possa ser possível encontrar os minerais.

As rochas em questão são kimberlitos, um tipo de rocha magmática que habitualmente contem diamantes. A descoberta é assim um indício que a Antárctida poderá ter uma vasta riqueza mineralógica.

Ainda que se tenha descoberto esta rocha, não se espera uma corrida aos diamantes na Antárctida. Além de ser extremamente fria e remota, o continente está protegido por um tratado que apenas permite expedições ao continente para investigação científica ou preservação da vida selvagem. Adicionalmente, um acordo ambiental de 1991 proíbe a exploração mineira durante pelo menos 50 anos.

“Seria muito surpreendente não encontrar diamantes nestes kimberlites”, revelou Greg Yaxley, da Universidade Nacional da Austrália, líder da investigação, à Reuters.

Os depósitos de kimberlite foram encontrados nas imediações do Monte Meredith, nas Montanhas do Príncipe Carlos, no leste da Antárctida. A kimberlite, uma formação rochosa rara, foi assim baptizada com o nome da cidade sul-africana que experimentou uma corrida aos diamantes no final do século XIX.

“Não acho que seja prático alguém explorar a área de forma bem-sucedida e, pessoalmente, espero que isso não aconteça”, afirma Yaxley. Outros geólogos duvidam que a descoberta acarrete grande valor comercial. Menos de 10% dos depósitos de kimberlite são economicamente viáveis.